Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Há dias maus e dias mesmo mesmo maus. E depois há aqueles que sendo péssimos, vão ficar para sempre gravados nos anais da história. Porque foi mesmo uma enrabadela a seco. Sem vaselina...

08.07.14publicado por Gato Pardo

Há dias em que um gajo não deve sair da cama.

Levanta-se, bate com a tola na cómoda, o despertador está na Rádio Amália, o cabelo parece uma afro que desafia a aerodinâmica dos carros alemães, a barba cerrada de tal maneira que só lá vai com machado.

Entra-se no carro e ele não pega. Abre-se o capot e temos lá um urso polar a dormir em cima do radiador. Apanha-se o autocarro (claro, ninguém é assim tão estúpido ao ponto de escorraçar um urso polar de dentro do capot do carro, coitado do bicho) e leva-se com uma velha e a sua história de vida (que surpreendentemente, remonta ao sec. IV numa aldeia viking) o caminho inteiro. Chega-se ao trabalho e um sacana sacou da última cápsula cinco segundos antes. Trabalha-se que nem um mouro. Almoça-se mal e porcamente.  Por alguma razão estranha, o Spotify só apanha a Rádio Amália.

E depois um gajo chega a casa e vê o jogo Brasil-Alemanha.

Fonix. Comparado com aqueles gajos, tive o melhor dia da minha vida.

Não há memória de dia tão negro há mais de 90 anos no futebol brasileiro. Por momentos, quase acreditei que o Postiga é um avançado de calibre mundial.